18/10/2017

PCD - Marca se pronuncia oficialmente sobre acusações de Kaya Jones


No caso de você não ter ouvido, as Dolls estão nos holofotes novamente, mas por um péssimo motivo. Uma ex-membro, Kaya Jones, afirmou que o grupo era um "circulo de prostituição" e disse que as meninas foram forçadas a "dormir com quem eles mandassem".

A fundadora do grupo, Robin Antin, já disse que os comentários de Kaya são "mentiras ridículas" e disse que os advogados do grupo enviaram uma carta oficial a Jones. Em uma declaração oficial divulgada nesta quarta-feira, as Dolls disseram que a existência de "falsas alegações" como essas "tira os holofotes" das vítimas reais .

Eles também sugeriram, sutilmente, que Kaya "receba a ajuda que ela precisa".

Veja o pronunciamento:

"O Pussycat Dolls sempre representará o empoderamento feminino e a irmandade. Nós somos solidárias com todas as mulheres que falaram corajosamente e publicamente de suas terríveis experiências de abuso, assédio e exploração. No entanto, não podemos deixar passar estas falsas alegações, sobre pessoas do grupo, que não participaram dessas atividades pois simplesmente não ocorreram.

Para comparar nossos papéis profissionais dentro das The Pussycat Dolls com um circulo de prostituição, não só destrói tudo o que trabalhamos duro para alcançar todos esses anos, mas também tiramos os holofotes das milhões de vítimas que estão falando e ouvindo alto e claro em todo o mundo. Embora não estivéssemos cientes das experiências de Kaya, que conforme ela alega, ocorreram durante seu breve período de tempo trabalhando conosco, antes que o grupo assinasse um contrato com qualquer gravadora, podemos declarar firmemente que não estávamos informados de qualquer má conduta que tenha ocorrido em torno de nós. Se Kaya experimentou algo do qual desconhecemos, nós a incentivamos a obter a ajuda que ela precisa e estamos aqui para apoiá-la.

Desde a sua criação, as The Pussycat Dolls e a fundadora Robin Antin apoiaram e capacitaram mulheres de todos os setores da vida para florescer em suas carreiras. Se algum membro ou associado teve experiencia com qualquer tipo de abuso ou assédio, será levado muito a sério e investigado.

Nós realmente desejamos o melhor para Kaya e esperamos que ela obtenha a ajuda que ela merece."

16/10/2017

PCD - A VOLTA DO GRUPO E A NOVA POLÊMICA


Ao que tudo indica, as The Pussycat Dolls estão de volta, com turnê e novas músicas.

Pelo menos é o que diz o tabloide The Sun. Segundo o site as Dolls estariam tendo conversas sobre essa volta há algum tempo, porém apenas no próximo ano conseguiriam um período que fosse o ideal para voltarem a trabalhar juntas.

Quando elas se separaram em 2009, era para ser apenas um hiato, então um reencontro parece ser a coisa certa a se fazer”, sublinhou o informante do tabloide.

O esperado é uma turnê em comemoração ao aniversário do grupo, mas o tabloide afirma que o grupo quer, além da turnê, lançar conteúdo inédito para seus fãs. Possivelmente um novo álbum ou um EP.


Nicole, Jessica, Ashley, Kimberly e Melody estariam confirmadas. Porém Carmit Bachar seria a única integrante incerta no retorno do grupo. 
"Uma reunião das Pussycat Dolls não está fora de questão. Cinco de nós - sem Nicole - pode acontecer. Mas os seis? Nunca! Há muita água debaixo dessa ponte!" - Afirma Carmit Bachar ao tabloide The Sun.

O tabloide britânico diz que Carmit insiste em dizer que Nicole Scherzinger desejava "roubar os holofotes e ser o centro do grupo."

Algumas horas depois Carmit Bachar esclareceu as coisas no Twitter.



"NOTICIAS FALSAS... Não acredite nesses tabloides. Eu amo todas as minhas Dolls" Disse a cantora no seu Twitter.

Um seguidor então pergunta "Qual parte é falsa, a reunião ou o que você disse sobre Nicole?"
Carmit responde "Você sabe que o The Sun MENTE. Eu nunca falo m*rda sobre as pessoas!"

Carmit, em resposta as noticias, posta uma foto recente com Nicole e diz
"Vocês não viram eu e Nicole no estúdio de dança da Robin Antin, dançando Buttons?! Eu amo as minhas Dolls!"


Não é a primeira vez que o tabloide envolve Carmit em polêmicas envolvendo o fim do grupo. Em 2012 a cantora nos deu uma entrevista exclusiva falando sobre o ocorrido. (Clique aqui para ler)

Após as afirmações de Carmit Bachar, os fãs começaram a se perguntar, se seria uma noticia real ou apenas mais uma das mentiras do The Sun. Afinal, em nenhum momento Carmit negou a reunião, e quando perguntada, não fora obtido uma resposta da ruiva.

Em poucas horas após o lançamento da noticia, a internet já estava enlouquecida. Diversos sites espalhavam a noticia da volta do grupo. O que para alguns era rumor, para outros já estava confirmada a volta do grupo. 

Quando a noticia viralizou, a confirmação necessária veio através do Instagram.
Uma conta chamada @pussycatdolls foi criada e um site misterioso foi lançado.


A conta tem um site em sua descrição, que nos redireciona para o que parece ser o site oficial da reunião do grupo. Acesse!
Para acabar de vez com o mistério, a conta foi verificada. A tornando uma conta oficial.
Em pouco mais de uma semana, a conta já tem mais 17 mil seguidores.
Carmit Bachar e Kasey Campbell (formação Burlesque) já seguem a conta.

Oficialmente, nenhuma das Dolls se manisfestou sobre a reunião. Nem mesmo Robin Antin.
Então tudo que envolve a volta do grupo, não passam de rumores. Nada é oficial.
Agora nos resta aguardar!

E o que deveria ser apenas comemoração, se tornou um jogo sujo de oportunismo.
Kaya Jones, conhecida (apenas) por envolver o nome das Dolls em escândalos. Entre eles, dizer que ela era a voz que cantava "Buttons" e "Don't Cha". Trouxe a tona mais uma polêmica envolvendo o grupo.

Ela disse que o grupo era "Um circulo de prostituição."

Pelo Twiter, ela disse que era “obrigada a dormir com executivos da indústria musical”. Ela escreveu: “a verdade é que eu não estava numa girlband. Estava numa rede de prostituição. Oh, e por acaso até cantávamos e éramos famosas, mas quem fazia dinheiro eram os nossos donos. Para fazer parte do time, você tem que jogar no time. Ou seja, dormir com quem eles diziam”.



Kaya Jones integrou o Pussycat Dolls entre 2003 e 2005, antes do lançamento do primeiro álbum “PCD”. Ela diz que se afastou da mídia por causa da experiência vivida no grupo. “Quão ruim foi? – as pessoas perguntam. Ruim o suficiente para me afastar dos meus sonhos, colegas de banda e um contrato discográfico de US$ 13 milhões. Nós sabíamos que seríamos número 1 nas paradas”, escreveu, “eu quero que a líder do grupo (Robin Antin) confesse por que outra de suas garotas cometeu suicídio. Conte ao público como você as quebrou mentalmente”.


Emmalyn, integrante do GRL, também criado por Robin Antin, rebateu Kaya Jones no Twitter.


"A experiencia de Kaya é somente dela, mas na equipe do GRL, incluindo Robin, nunca nos forçaram a usar drogas ou me pediram pra fazer algo que me deixasse desconfortável." Disse a cantora. 

"Além disso, colocar o trágico suicídio de Simone no meio disso, sem saber da nossa experiência, é desrespeitoso e nojento." Completa Emma.

Katie Morris, melhor amiga de Nicole, que a acompanha desde Eden's Crush, também se manifestou no Twitter.

"Algumas pessoas tem me procurado pra saber sobre isso. Eu quero deixar registrado que eu apoio totalmente a Robin Antin." - Ela completa - "Kaya foi cortada do grupo antes do primeiro álbum. Ela vem caluniando o grupo a anos. Ela só quer atenção. Muito triste."

Robin Antin nega a acusação. Em entrevista ao site The Blast, a empresária disse que os tweets de Kaya são “mentiras ridículas e nojentas” e que ela está procurando 15 minutos de fama. De acordo com o site, o advogado está escrevendo uma carta legal para Kaya Jones, “mandando-a parar de disseminar mentiras e denegrir a marca ou lidar com as consequências”.


Segundo Antin, Kaya Jones sequer foi de verdade uma integrante da girlband. Antin afirma que ela estava em “período de teste” e não se tornou um membro fixo do grupo: “ela foi apenas uma das muitas garotas que fizeram teste para o grupo ao longo dos anos”.

__________________________________________________________


Embora a reunião do grupo seja animadora, noticias como essas podem estragar a volta triunfal do grupo. Vamos torcer para que a justiça resolva esses problemas da maneira mais correta possível e que em nada afete nossas Dolls, que já terão que lidar com muitos comentários e pressões da mídia.


16/04/2017

Kimberly Wyatt - Cantora anuncia segunda gravides


Kimberly Wyatt anunciou em seu Instagram que está em sua segunda gravides.

Kimberly já tem uma filha, chamada Willow, e disse em entrevistas, durantes os últimos anos, que estava preparada para ter mais um filho. 
A cantora e dançarina é casada com o modelo Max Rogers, mora em Londres e esta esperando uma menina

Carmit Bachar - Cantora divulga novo single, ouça "It's Time"



Após um intervalo de quase 10 anos, Carmit Bachar divulgou seu novo single solo, chamado "It's Time". 
A cantora confirmou um clipe para a faixa, mas ainda não tem data de lançamento.

A cantora ainda abandonou o sobrenome e tem assinado apenas com Carmit, que venha uma nova era para nossa ruiva!

♥ Theme - Erica Pires © THE PUSSYCAT DOLLS BRASIL | 2010 - 2015 | • Powered by Blogger • Todos os direitos reservados • Melhor Visualizado no Google Chrome • Topo